Sem categoria

Duas ou três observações sobre o final de Império (e o porquê de Marta ter sido a grande inimiga do Comendador)!

Estava com muita preguiça para falar ainda mais alguma coisa sobre Império. Ou mesmo a respeito do último capítulo da trama de Aguinaldo Silva. Mas… De tanto insistirem, lá vai. Não faço parte da corrente que odiou as cenas finais da novela. Achei só que foi tudo extremamente chato. Para um enredo que terminaria com tiro, sangue e morte, faltou adrenalina. Adorei a morte de José Alfredo (Alexandre Nero, perfeito, como sempre) pelas mãos do filho, José Pedro (Caio Blat, ótimo). Achei épico, corajoso, forte, totalmente Game of Thrones. Só foi mal executada.
É preciso muita licença poética para imaginar que um homem poderoso como o Comendador iria apenas com Josué (Roberto Berindelli, no ponto) atrás dos bandidos que sequestraram Cristina (Leandra Leal, correta). Ainda mais sendo amigo de Antoninho (Roberto Bomfim), com muitas conexões na bandidagem… E que ele e o gaúcho precisariam rodar Bangu inteiro para achar a fábrica de Silviano (Othon Bastos, finalmente com um papel à altura de seu talento). Ninguém nunca ouviu falar em rastrear o celular, já que José Pedro usou seu aparelho o dia todo? E mais: que Silviano e Maurílio (Carmo Dalla Vecchia, o novo rei dos vilões) fossem contar apenas com o bundão do José Pedro nessa operação, em vez de contratar dezenas de capangas como apoio! Será que faltou dinheiro para figurantes?
A rapidez com que Maria Clara (Andreia Horta) voltou de Berlim também foi digna das novelas de Glória Perez. E se era para ficar nessa baboseira pra que fazer a personagem viajar. Sem falar, que a coitada não conseguiu arrumar ninguém, porque oito anos depois continuava sozinha na foto da família imperial, que Deus sabe lá por que tinha a presença de Maria Isis (Marina Ruy Barbosa). Mas é novela, né? Vamos voar… Ah! Gostei do espírito do Comendador vigiando a família. Totalmente compreensível para uma pessoa tão apegada a seu clã e a seus bens.
Também achei ridículo João Lucas (Daniel Rocha) ter virado o chefe da família. O que houve com a competência de Cristina? Por que, com o pai morto e o irmã preso, não ficou ela a frente da Império, já que sempre foi a mais competente para a função? Ah, sim! Bastou João Lucas fazer o caminho de São Thiago do Monte Roraima para virar um grande homem e um empresário competente. U-hu!
Também não curti o final de Xana (Ailton Graça, excelente) com Naná (Viviane Araújo, boa revelaçã) e Antônio (Lucci Ferreira). Nada contra casamento a três. Aguinaldo já havia feito isso em Duas Caras (2008) de forma consistente. Mas, dessa vez, foi ridículo! Antônio realmente devia amar Naná com toda a sua alma para aceitar uma situação dessas. A introdução que Enrico (Joaquim Lopes, intenso) fez para apresentar sua esposa negra (Eli Ferreira) foi assustadora. Coisa do tipo: “olha como eu mudei mesmo, gente. Casei até com uma negra!” Oi? Nesse momento fiquei com vontade de desligar a televisão. Mas fui guerreiro e continuei. E achei divertida a auto-homenagem de Aguinaldo Silva na hora de receber o autógrafo de Téo Pereira (Paulo Betti, equivocado, mas popularesco) na biografia do Homem de Preto. Adoro esse jeito abusado e “tô nem aí!” do autor.
E o último capítulo confirmou o que sempre pensei sobre Maria Marta (Lilia Cabral, absolutamente soberba) e botei na capa e MINHA NOVELA. No fundo, se realmente existiu um Fabrício Melgaço ali foi ela, já que a personagem foi a pior inimiga que o Comendador teve durante toda a sua vida. É verdade que existe livre arbítrio, personalidade própria e tal, mas se toda José Pedro causou toda essa tragédia a culpa foi única e exclusivamente dela. E posso fazer uma lista sobre isso:

– Uma das personagens mais repugnantes da história da telenovela brasileira, Marta passou a vida jogando o filho contra o pai e o usou num golpe para derrubar José Alfredo do poder, antes de a novela começar. José Pedro foi fruto de sua maldade e ambição.
– Por “amor” ao filho, encobriu o fato de José Pedro ter matado o irmão de Lorraine (Dani Barros, magnífica) atropelado e ainda mandou Briguel (Leanddro Rocha) matar a maluca.
– Cruel, passou metade da novela com inveja da relação afetuosa da filha, Clara, com o pai, e passava o tempo todo envenenando Lucas e José Pedro contra ela.
– Quando Cristina surgiu, o foco dela mudou e, além de ter tentado comprar a ausência da moça em sua família, ainda cogitou mandar seu motorista dar fim a ela. E passou a jogar os filhos, principalmente, José Pedro e Maria Clara contra ela. Com Clara, então, ia a requintes de crueldade se regozijando por José Alfredo ter trocado de “filha favorita!”
– Marta ainda foi capaz de usar Severo (Tato Gabus Mendes) e Magnólia (Zezé Polessa, muito boa) para jogar Maria Isis para cima de João Lucas e tirar a sweet child da vida de seu marido. E, mais uma vez, jogou filho contra pai por causa da ruiva.
– Milionária, Marta aceitou que seu ex-marido, Silviano, passasse a vida como mordomo de sua casa e ainda o usou como confidente, alimentando o ódio do ex-ricaço pelo comendador.
– Ah, coitada. Foi humilhada com José Alfredo esfregando Maria Isis na cara dela. Mas quem levou Maurílio para dentro do seu quarto, convivendo com os seus filhos, foi ela, bem antes do Comendador fazer o mesmo com sua amante ninfeta.
– E ela ainda foi capaz de denunciar o marido à Polícia Federal, mesmo sabendo que, se ele simulou a sua morte, é porque deveria ter um motivo muito forte para isso.
– E pasme! Apesar de toda a desgraça que se abateu com sua família ela ainda continua repetindo os mesmos erros demonstrando preferência por José Pedro Junior, herdeiro de seu filho dileto, encarcerado. Aliás, por que cargas d´água alguém dá a uma criança o nome de um cara que matou o pai pelas costas por dinheiro e poder.
Resumo da ópera: sendo ou não Fabrício Melgaço, Maria Marta foi a grande inimiga de José Alfredo e construiu com calma, veneno e dissimulação a derrocada e morte dele. E, no final das costas, passou a reinar soberana totalitária da família. Só espero que o espírito de José Alfredo persiga e atormente a essa criatura das trevas até o fim dos seus dias, onde, certamente no inferno reencontrar Cora (Drica Moraes/Marjorie Estiano, as duas extraordinárias).

É o fim!

Anúncios

44 comentários em “Duas ou três observações sobre o final de Império (e o porquê de Marta ter sido a grande inimiga do Comendador)!”

  1. realmente, uma novela tão boa, com um final tão ridiculo, pior q as novelas mexicanas exibidas pelo sbt.. preferia assistir, usurpadora ou maria do bairro novamente. novela da globo para mim acabou.. ja q eu sou novelera des de criança, mas para mim acabou novela da globo.depois desta decepção. e da porcaria daquela novela em familia… não perco mais tempo. agora a novela do Felix, amor a vida. foi perfeita mas poucos fazem finais como aquele.

    Curtir

  2. O incrível é que muitos personagens ficaram sem um “final” a Érica e o Robertão… tinha tanto drama entre eles e nada… a Maria Isis ficou sozinha após 8 anos da morte do Amado… na boa, foi o pior fim de novela que já vi… prefiro os finais em que todo mundo fica “grávido” com o tal dos felizes para sempre a isso ahhahah

    Curtir

  3. Boa pergunta,e com o Manuel que por alguns instantes foi suspeito de ser o tal do Fabrício e seu Toninho também,sem moral..Acho que esse autor é do Pt,que faz e acha que o povo esquece..Afinal ele faz a novela pra si,ou para o público?..Ficou mais odiado do que a Dilma!!

    Curtir

  4. Lilia Cabral é tão perfeita e tem tanta quimica com o Alexandre Nero que eu consegui amar a Maria Marta mesmo ela sendo a bruxa malvada da história. O amor e o sofrimento dessa mulher pelo comendador era tão forte que acabou justificando todas as suas maldades. Mas, o castigo foi pesado, perdeu o homem de sua vida e o filho mais querido ao mesmo tempo.

    Curtir

  5. Não gostei, foi horrível o final da novela porcaria mesmo . Maria Marta teria que ter morrido com seu filho egoísta ,e o comendador terminar com a Maria Isso. O que aconteceu com o advogado ? Ficou muitas coisas no ar . De hoje em diante não verei novelas mais ,principalmente da globo . Acabou .

    Curtir

  6. VC TEM TODA RAZÃO ,EU TB ACHO QUE A MARTA DEVERIA SER O PATRICIO MELGAÇO OU ENTÃO A MENTORA DO FILHO…..E JA QUE O COMENDADOR MORREU DEVERIA COLOCAR MAIS UMA CENA….ZÉ DIZ ESPANTADO “VOCÊ!!!! ATÉ AQUI???? E CORA RESPONDE COM UM SORRISO NOS L[ABIOS “FINALMENTE JUNTOS”(E APROVEITARIA PARA COLOCAR A DRIKA MORAIS NESTA CENA )

    Curtir

  7. Eu já tinha decidido que não ia mais fazer nenhum comentário sobre o final dessa novela..mas não posso deixar de dizer que concordo com o que falou sobre Marta, inescrupulosa em todos os sentidos e ainda termina imune a nojenta.. é talvez a morte do comendador tenha sido uma boa mas não do jeito que foi..e quanto a aparição do autor naquela cena pobre não vou concordar com você..achei péssima a ideia..pareceu mais um deboche desse autor com os telespectadores.

    Curtir

  8. Perfeitas suas colocações!!! Pra mim só ficou faltando um toque de emoção na hora da morte do Zé Alfredo…já que todos sabiam que o comendador iria morrer…não teve muita emoção…O Comendador não teve coragem de matar o filho…aí os diretores poderiam ter bolado cenas de infância entre os dois…o olhar que ele dirige ao filho antes de morrer também deveria ter vindo embaralhado com cenas do garoto na infância…e que agora do filho que acabava de lhe atingir com um tiro nas costas….acho que daria mais emoção…e seriam lágrimas e mais lágrimas…

    Curtir

  9. novela tinha que ser histórias para as pessoas relaxar depois de um dia tenso . adorei a novela durante o percurso . mais o final foi uma droga de mal exemplo se fosse para ver filho matando pai eu não teria assistido a novela . teria assistido programa policial .

    Curtir

  10. Eu concordo plenamente contigo Jorge Luiz Brasil,em seus comentários;vc disse tudoooooooooooooooooooooooo,onde o autor Agnaldo Silva deveria ter feito um final com mais glamour. e sobre a criança receber o mesmo nome do pai assassino,foi demais! e muitooooooo menos onde Maria Marta continua á defender sempre o lado errado.

    Curtir

  11. Jorge boa tarde!Você não está acompanhando a novela d bandeirantes Mil e Uma Noites?Isso sim que é uma novela com cara de novela, tem romance, drama, tudo na medida certa. Bem melhor que essas porcarias brasileiras, que invadem a televisão aberta hoje em dia.Se ainda não assistiu, indico que assista e você com certeza vai se apaixonar

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s