Entrevistas

Homenagem! Pedro Maya conta que se inspirou em Mr. Catra para criar o Garoto, de Malhação

Garoto-Malhacao-Vidas-Brasileiras

csm_mr_catra_divulgacao_2_90cf90347dO cantor, falecido ontem aos 49 anos, marcou a carreira do jovem ator da trama jovem da Globo

De morador de rua à fenômeno do funk ostentação. É assim que Garoto viu sua vida se transformar em mais de 70 capítulos de Malhação: Vidas Brasileiras. E as mudanças não param por aí! Como o reconhecimento do funk star, também veio os problemas que a fama trazem. Seu intérprete, Pedro Maya, acredita que a evolução do personagem mostra como ele estava à margem da história e se agora vem sendo incluído na sociedade. “Cada vez mais descobrimos coisas sobre ele. Agora, é o momento de ascensão. O crescimento foi muito bem construído. É legal ver como ele começou e como está nesse momento”, afirma o jovem ator, que acredita que, mesmo conquistando a fama da noite para o dia, Garoto não vai se deslumbrar. “Acho que ele é um menino muito simples para se deslumbrar. Ele não tem dimensão do que é esse mundo de ostentação. Por ser um menino que conhece a realidade, ele não se deslumbra tão fácil com a oportunidade”, aposta o carioca, que se inspirou no funkeiro MC Catra nos momentos em que Garoto se apresenta como o MC Canibal em seus shows. “Não sou funkeiro, sou sambista. Mas respeito esse canto marginalizado, de resistência. Não foi difícil entrar nesse universo porque sou do subúrbio (ele mora na Ilha do Governador) e estou acostumado a ver uma galera do funk. O Mr. Catra também foi um inspiração”, conta.

Garoto de Malhação

Aos 22 anos, Pedro tem a oportunidade única nas mãos de ser um dos protagonistas de Malhação. Para o taurino, a experiência está sendo ótima, ainda mais pelo convívio com o elenco que, parte dos atores já conhecia. “Sou muito amigo do Dhonata (Augusto, o Leandro). Já fizemos outros trabalhos juntos, como o Filhos de Bach (2016), que filmamos em Ouro Preto (MG) e na Alemanha. Também tenho muito contato com o Tom (Karabachian, o Tito), já que a gente grava bastante coisa junto”, afirma o jovem, que garante estar fazendo novos amigos.

Pedro-Maya-ao-violao-acompanhando-o-canto-do-pai-Jorge-Maya.jpeg

Criado na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio, Pedro conta que conviveu com meninos que foram para o lado da ilegalidade, assim como Garoto, que cometia furtos. “O mundo fora da Zona Sul é outra realidade. Dificilmente não temos contato com gente que já cometeu criminalidades. Se bem que, em qualquer classe econômica, há falcatruas. Veja só os corruptos, uma galera que tem grana…”, afirma. Diferente de seu personagem, Pedro afirma que nunca passou pelas mesmas dificuldades. “Sou muito privilegiado em vários sentidos. E, principalmente, porque sempre pude viver da arte. Tive o apoio familiar muito grande. Meu pai (Jorge Maya) é ator há mais de 30 anos. Desde criança, convivo com o ambiente da música e teatro”, relata.

isabella-pinheiro-9063

Em Malhação: Vidas Brasileiras, além da atuação, Pedro pode demonstrar sua outra paixão: a música. O jovem não hesita em afirmar que esse universo sempre fez parte da sua essência e de seu autoconhecimento. “A música, pra mim, é tudo, é meu refugio e meu acalanto. É onde eu extravaso muitas das coisas que, inclusive, eu passo na profissão de ator. Eu fui me interessar por música depois de ter começado a atuar. Falei com o meu pai que eu gostaria de tocar violão. Ali  estava começando a descobrir minha paixão pela música”, afirma o ator que só teve contato com esse universo seis anos após debutar no Grupo de Artes e Teatro da Ilha do Governador (Gatig).

malhacao-vidas-brasileiras-01-0218-1400x800

Na adolescência, Pedro participou da peça O Milagre do Santinho Desconfiado, que foi indicado ao Prêmio Zilka Salaberry. “Ali foi o pulo para o primeiro trabalho na televisão. A partir daí comecei a ganhar notoriedade. Graças a Deus eu já posso ser um pouco reconhecido no que eu faço”, comemora Pedro, que estreou na temporada 2010 de Malhação e, agora, volta ao produto como um dos protagonistas, após passar por A Regra do Jogo (2015), vários filmes e  séries.  O céu é o limite!

(POR THOMAS ROCHA)

 

O ADEUS A MR. CATRA

morre-mr-catra-aos-49-anos-1107100

Wagner Domingues Costa, o Mr. Catra, faleceu aos 49 anos, na tarde de ontem (domingo 09), vítima de um câncer gástrico. O carioca estava internado no hospital Hospital do Coração (HCor), em São Paulo. “É com enorme pesar que comunicamos o falecimento do amigo e cliente, Wagner Domingues Costa o Mr Catra, que nos deixou na tarde deste domingo, 9, em decorrência de um câncer gástrico. O cantor e compositor estava internado no hospital do Coração (HCor), em São Paulo, e já vinha lutando contra a doença. A informação foi dada a família pelo cirurgião oncológico, Dr. Ricardo Motta, por volta das 15h20 da tarde. Catra deixou três esposas e 32 filhos. Neste momento de sofrimento, agradecemos o carinho, cuidado e compreensão dos amigos da imprensa, e pedimos, gentilmente, para que respeitem o momento de tristeza da família”, informou o comunicado da assessoria de imprensa do funkeiro. Catra deixou três esposas, 32 filhos e quatro netos.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s