More

    Com ou sem dublê a ação em ‘Cara e Coragem’ é real oficial!


    Marcelo Serrado, Taís Araújo e Paolla Oliveira | Foto: João Miguel Júnior

    ´Cara e Coragem´ promete chegar com pé na porta com muita emoção e ação. E algo que tem rendido bastante nas redes sociais são as cenas de ação dos personagens Pat, vivida por Paolla Oliveira e Marcelo Serrado interpretando Moa. Taís Araújo também tem sua dublê, para viver as sósias Clarice e Anita, mas ali nada de ação.  Entrando nesse clima da novela das 7, reunimos alguns astros que renunciaram os dublês. Uns deram certo, já outros passaram por aperto. Confira essa galera ousada na atuação.

    Sem em ‘Cara e Coragem’ Paolla Oliveira vai usar dublê, em ‘A Força do Querer’ (2017) o repertório foi diferente. A atriz que interpretou a policial Jeiza contou na ocasião que gravou ela mesma as cenas no ringue e invasões em favelas. Para o papel, a atrifez aulas de lutas e dispensou dublê nas sequências de ação. “Já conheço todos os golpes e não preciso fazer as cenas com dublê. A personagem exige preparo físico. Há cenas no ringue e invasões em favelas”.

    Outra estrela que dispensou dublês em alguns trabalhos foi Giovanna Antonelli. A atriz revelou que não usou dublê nas cenas de ação da delegada Helô em ‘Salve Jorge’ (2012). “Faço questão de executar todas as cenas. Me sinto a garota superpoderosa”, comentou a atriz na ocasião da gravação do folhetim de Glória Perez.

    Em ‘Onde Nascem os Fortes’ (2018) Alice Wegamann dispensou o uso de dublê na série: “A única cena que teve dublê foi a primeira cena da série que tem uma GoPro na bicicleta. O resto eu fiz todas”. A artista revelou que passou por uns perrengues nas gravações: “Teve uma cena que estava correndo com o Gabriel (Leone) e entrou um espinho gigantesco no meu pé e continuei meio mancando, subi na moto e saímos. Quando fui tirar, eu me assustei com o tamanho do espinho e é isso mesmo. É uma coisa frequente lá e passamos muito aperto. Na cena do estupro, fiquei toda marcada na hora e foi no dia do meu aniversário. Tinha muita poeira, não conseguia enxergar o caminhão na minha frente e quase fui atropelada. Tiveram várias coisas que passamos. Mas Tudo valeu a pena”, revelou a atriz.

    Chay Suede treinou com dublê para dar vida ao seu personagem Joaquim em ‘Novo Mundo’ (2017) e realizar as cenas de lutas e saltos. Mas na hora da gravação o ator surpreendeu a equipe e fez tudo sozinho. “A gente ensaiou muito com os dublês, para fazer coisas que nós, teoricamente, não conseguiríamos. O meu dublê, Pedrinho, é maravilhoso, ele sabe tudo de circo, é um ator circense. Mas acabou que na hora do ação, eu fui conseguindo fazer, foram deixando, deixando e eu fiz praticamente tudo”, contou Chay.

    O ator Renato Góes, que interpretou o personagem José Leôncio no remake de ‘Pantanal’ (2022), revelou que, assim como na versão original transmitida pela Rede Manchete em 1990, os incidentes ao realizar as gravações da novela resultam em momentos tensos. Durante o capítulo em que ele contracenou com um jacaré real, chegando a segurar o animal com as mãos em cena. Renato não fez questão de usar dublê e descobriu que o réptil não exerce a mesma força que tem para fechar a boca quando abre, tornando o processo de abertura bem mais lento do que quando dá o bote.

    Tom Cruise aprendeu a dirigir moto para ‘Top Gun – Maverick’ (2022), e adora a adrenalina. Ele está na lista dos atores que dispensam dublês. Fez cenas de perseguição com motos; pilotando helicóptero; escalou montanha, aviões; pulou de paraquedas, de prédios; desviou de espadas de verdade; e mergulhou sem equipamento. O maior exemplo disso é a franquia Missão: Impossível.  O ator já fez Tudo só para o público prender a respiração, e algumas vezes as coisas saíram do controle como por exemplo: no filme mais recente, Efeito Fallout (2018), Cruise pilota helicópteros e salta em queda livre de um avião em movimento e durante as filmagens em telhados de Londres, o ator deveria saltar de um prédio ao outro, mas o poder da matemática deixou o astro na mão, e o intérprete do espião Ethan Hunt aparentemente calculou errado a distância do salto e deu com a perna no concreto, quebrando dois ossos do tornozelo.

    Angelina Jolie está na lista de uma das atrizes mais corajosas e já chegou a saltar sobre um caminhão em movimento para as gravações de ‘Salt’ (2010). Angelina protagonizou praticamente todas as cenas de ação de sua carreira, incluindo os filmes ‘O Procurado’ (2008), ‘Sr. e Sra. Smith’ (2005) e até mesmo em ‘Malévola’(2014), a atriz dispensou o uso de dublês nos trechos em que ficaria suspensa a alguns metros de altura.

    Sylvester Stallone deixou os dublês de lado nas filmagens de ‘Os Mercenários’(2010). Stallone confessou ter ganhado um de seus maiores machucados durante a gravação do terceiro filme. Já nas filmagens de Rocky IV (1986), o ator resolveu sair na mão de verdade com Dolph Lundgren. Conclusão, acabou com algumas costelas quebradas e uma hospitalização depois das filmagens.

    Tom Hanks sofreu um corte profundo na perna durante as gravações de ‘Náufrago’(2001). A situação clínica do ator se agravou com uma infecção estafilocócica, causada por bactérias encontradas na pele. Os médicos alertaram o ator do risco de morte sem um tratamento imediato e Hanks ficou internado por três dias, impossibilitado de filmar cenas na água.

    Completamente imerso no personagem enquanto gravava ‘Django Livre’ (2013), Leonardo DiCaprio quebrou um copo de vidro com os punhos durante uma cena e pareceu não perceber que se machucou. Mesmo com um pedaço de vidro dentro da mão, o ator demorou notar o ferimento

    Ao gravar uma cena de tiros em um espaço fechado para o filme ´Duro de Matar’ (1988), Bruce Willis perdeu dois terços da audição por um tempo. A arma utilizada fazia muito barulho ao ser acionada, e o americano não usou nenhum tipo de proteção auricular.

    Jackie Chan é outro que se jogou no quesito ação. O ator já sofreu vários acidentes no set de filmagens. Astro de filmes como ‘A Hora do Rush’, Chan já quebrou o nariz sete vezes, sofreu diversas concussões e queimaduras, quebrou costelas, perdeu alguns dentes e lacerou o olho. Entre 1975 e 1985, foram ao menos 15 acidentes

    Últimas